IAO Participa na reunião preparatória e de consulta das redes regionais de organizações da sociedade civil

  • Imprimir

Photo de Groupe REPAOC 1 A fim de promover a sustentabilidade das organizações não governamentais (ONG’s) na África Ocidental, a Rede de plataformas de ONG’s da África Ocidental e Central (REPAOC) Organizou um fórum Consultivo Regional para reforçar o diálogo entre as redes regionais na África Ocidental, de 25 a 28 de Janeiro de 2016 na cidade da Praia, capital da República de Cabo Verde. A convite do Presidente da REPAOC, Dr. Dionísio Simões Pereira, o Instituto de África Ocidental (IAO) tomou parte neste grande de trocas de ideias entre as principais redes regionais da sociedade civil na sub-região , que teve lugar no dia 28 de Janeiro no Hotel Santiago Praia.

Nas palavras de boas-vindas aos representantes das redes regionais de CSO, o Presidente da REPAOC reconheceu o compromisso das organizações da sociedade civil na África Ocidental, conhecidos pela sua dinâmica e compromissos na luta pela independência de vários estados africanos, particularmente para a democracia na África Ocidental através do reforço da eficácia do estado e a reivindicação dos direitos de grupos marginalizados a partir do movimento de democratização da década de 1980.

Presentation de lIAO 1Em seguida, o Dr. Pereira convidou o Sr. Ablam Benjamin Akoutou, coordenador do projecto de pesquisa IAO -ZEI, para fornecer uma visão geral do IAO, a missão, as actividades de investigação e publicações do Instituto. Considerando o envolvimento activo e eficaz da Sociedade Civil do Oeste Africano como um pré-requisito para a realização de pessoas do Oeste Africano, o representante do IAO recebeu este convite e participou activamente no trabalho do Fórum.

Por sua vez, o ex- secretário-geral da WACSOF , Pr. C. Oumar Ndongo, estabeleceu um quadro completo das redes regionais do oeste Africano. Ao delinear a estrutura da sociedade civil organizada na sub-região, Pr Ndongo identificou:

  • As grandes redes regionais de funcionários trabalhando para causas sociais como OSIWA e WACSI, OXFAM, Action Aid, Save Children
  • As redes de Organização transnacionais como RADDHO, LATAO,
  • A Rede para Consolidação da Paz na África Ocidental como (WANEP) etc;
  • As Redes de Organizações nacionais como POSCAO,
  • As organizações com um foco temático como ROPPA, e
  • As organizações com um foco regional, REPAOC

O Fórum da Sociedade Civil Oeste Africana (WACSOF, 2003), com sede em Abuja, República Federal da Nigéria, como um órgão de coordenação da Sociedade Civil na África Ocidental. O WACSOF é muito mais que um espaço regional onde a sociedade civil tem o seu lugar, trata-se de uma rede que oferece grupos temáticos, como a segurança, os direitos humanos, a igualdade, eleições, educação, saúde e acesso aos serviços sociais.

Para mais informações, visite o site da WACSOF : http://www.wacsof.net/

A Rede de Organizações de Camponeses da África Ocidental (ROPPA, 2000), com sede em Ouagadougou, República do Burkina Faso, Grupo ou Organizações "consultas de quadros" de 10 países da África Ocidental, incluindo o Benim, Burkina Faso, Costa do Marfim, Gâmbia, Guiné, Guiné Bissau, Mali, Níger, Senegal e Togo. ROPPA defende valores de uma agricultura eficiente e sustentável no departamento de agricultura familiar e Produtores agrícolas, Informa os membros das organizações e associações de camponeses, incentiva e apoia as organizações de consulta e estruturação.

Para mais informações, visite o site da ROPPA em http://www.roppa.info/

O objectivo da Associação Mulheres da África Ocidental (WAWA) , é mobilizar as mulheres de sub-região para a problemática da integração regional para que as preocupações sensíveis ao género possam ser tomadas em conta no processo de integração regional Africana. Para mais informações, visite o site da WAWA : www.afaowawa.org

A Rede de Plataformas de ONG’s da África Ocidental e Central (REPAOC), criada em 2006, inclui 10 plataformas nacionais de ONG’s e representam mais de 800 ONG’s locais, que actuam diariamente no terreno, a nível nacional e internacional, com o objectivo de melhorarar as exigências da população mais marginalizada. A REPOAC esta a fazer um esforço enorme para organizar uma reunião preparatória com o intuito de fortalecer a estruturação das plataformas nacionais de ONG’s, desenvolver serviços de associação, garantir uma maior concertação com as autoridades nacional e garantir a independência dos seus membros.

. Para mais informações, visite o site da REPAOC : http://www.repaoc.org/

Composta por dez plataformas e coalizões nacionais, que são os seus pontos focais nos países do Oeste Africano, a plataforma de Organizações da Sociedade Civil da África Ocidental sobre o Acordo de Cotonou (POSCAO-AC) foi criada na sequência da renegociação da IV Convenção de Lomé e Cotonou. O seu âmbito de aplicação abrange, pois, a política comercial e as negociações, o comércio intra-regional na África Ocidental, o acompanhamento da coerência das políticas de desenvolvimento regional, cooperação para o desenvolvimento e eficácia da ajuda etc. A Secretaria de Coordenação e POSCAO é fornecida pela CACID

para obter mais informações, clique no seguinte link: http://endacacid.org/new/index.php/presentation-poscao2

Dynamics OSCAF (Organização da Sociedade Civil da África francófona) é uma estrutura de reflexão e análise que oferece um espaço para a mobilização de organismos da sociedade civil   da África francófona em torno de questões de política de desenvolvimento económico a nível nacional e internacional. Dynamics OSCAF foi lançada no dia de 10 Abril de 2008 em Cotonou (República do Benin), com o apoio da Organização Internacional da Francofonia e da Fundação SOMO. Os três temas prioritários incluem negociações comerciais e o resultado da liberalização do comércio de serviços e investimentos, a responsabilidade social das empresas, bem como a melhoria da eficácia da ajuda e desenvolvimento.

Para mais informações, visite o site do Dynamics OSCAF: http://reseau-oscaf.org

Instituto Oeste Africano da Sociedade Civil (WACSI) é um centro de formação de capacidades institucionais e operacionais das organizações da sociedade civil estabelecida em 2005 pela Iniciativa Sociedade Aberta para a África Ocidental (OSIWA). A visão de WACSI é consolidar os organismos da sociedade civil no seu papel como parceiros estratégicos para o avanço da democracia, da boa governação e do desenvolvimento nacional na sub-região.

Para mais informações, visite o site do consultor Instituto: http://www.wacsi.org/fr/site/about_us_contact/

A apresentação do Pr. Odongo foi recebida com muitos aplausos, professor Associado de Literatura Americana na Universidade Cheikh Anta Diop (UCAD) em Dakar, República do Senegal, expressou sua apreciação sobre a visão geral do IAO, designado como um dos resultados inesperados da reunião. Por sua vez, o Presidente da uma da REPAOC também deu uma visão geral e qualificada da estrutura da sociedade civil na sub-região - devido à importância das TIC para o diálogo.

É de salientar que a Organização da sociedade da Civil acompanha com interesse as acções do Estado e oferece alternativas e faz alterações se a organização do Estado não responde bem às necessidades e aspirações do povo. Mas a própria sociedade civil não pode desempenhar esse papel se não for bem organizada. Isso também irá questionar a sua razão de ser. Para remediar esta situação, as redes presentes na reunião preparatória concordaram em se reunir novamente em 28 e 29 de junho, em Lomé, República do Togo, para reflectir e buscar estratégias comuns para enfrentar esses desafios e facilitar a surgimento de um quadro de diálogo eficaz a nível regional. O consenso sobre um código de conduta e harmonização gera proposta e Oportunidades irão impulsionar efeito ao nível das políticas públicas das instituições regionais do Oeste Africano, como a CEDEAO e UEMOA.

No final dos trabalhos, os participantes agradeceram a REPOAC pela a iniciativa.