A Directora Geral do IAO participa na Conferencia Africana das Humanidades (CAH), Bamako, Mali, 28 de Junho a 1 de Julho de 2017

IMG 3162

A convite do Coordenador Geral da Conferência Africana das Humanidades (CAH), a Directora Geral do IAO, participou no encontro regional que se realizou de 28 de Junho a 1 de Julho de 2017, no hotel Salam de Bamako, sob o tema “Línguas, Culturas, História e Territórios”.

A Fundação Amilcar Cabral, que também foi convidada, esteve representada pelo Dr. André Corsino Tolentino, antigo Ministro da Educação da República de Cabo Verde.

Co. Organizado pelo Governo da República do Mali e a UNESCO, o evento reuniu grandes especialistas das Letras, das Artes e das Ciências Humanas provenientes de 27 Estados africanos, 38 pessoas de apoio e vários representantes da diáspora africana bem como actores da vida sociopolíticos do Mali. Os participantes centraram as suas reflexões nas contribuições específicas do continente africano à reconstrução das Humanidades num mundo marcado pela globalização das trocas e as transformações culturais em questão.

Convém precisar que a realização da Conferência esteve também no quadro da preparação da conferência mundial das Humanidades (CMH), cuja realização terá lugar em Liège (Bélgica) de 6 a 12 de Agosto de 2017.

Os subtemas abordados durante a CAH foram os seguintes

- Línguas, culturas e educação : heranças culturais, escola colonial e bloqueios linguísticos, conhecimentos endógenos e locais, educação e necessidade de conhecimentos universais.
- História, territórios e conflitos: tradições antigas de deslocamentos, migrações intra e inter Estados, conflitos e choques identitários, exploração de recursos e migrações internacionais.

- Democracia, crises institucionais e radicalismo religioso.

Apresentação das Fundações Amilcar Cabral, Cheickh Anta Diop e Joseph Ki-Zerbo e o Movimento Cultural NKo.

Durante a Cerimónia de abertura, o Primeiro Ministro do Mali, Abdoulaye Idrissa Maïga, em nome do Presidente da República, anunciou a satisfação das mais altas autoridades nacionais de ver Bamako acolher um evento de tal importância. O Chefe do Governo maliano sublinhou a necessidade de inscrever as humanidades africanas num projecto global de reformulação a partir das potencialidades, internas e externas do continente africano.

O Ministro do Ensino Superior e da Investigação Científica do Mali, Professor Assétou Samaké Mignan, por sua vez expressou a sua satisfação quanto à realização deste encontro excepcional e garantiu aos participantes o apoio do seu departamento na implementação e seguimento desta iniciativa que traz esperança de um mundo melhor.

O Coordenador Geral da CAH, Senhor  Adama Samassékou, antigo Ministros da Educação do Mali, Presidente Honorário do conselho Internacional da Filosofia e das Ciências Humanas (CIPSH) https://www.uia.org/s/or/en/1100006285e fundador do conceito da CAH e da Conferência Mundial das humanidades explicou o objectivo da sua abordagem e pós uma tónica nas prioridades actuais, a importância, o alcance e os desafios desta conferência inédita sobre o papel das Humanidades na resolução das crises actuais.

A cerimónia de abertura contou com os discursos do Co- Presidente do Comité Científico Inernacional do CMH, Prof. Jean Winaud e de Dr. John Crowley, em representação da Sub-Directora Geral SHS da UNESCO.

Entre os momentos fortes da agenda da CAH consta a audiência concedida no dia 30 de Junho por Sua Excia. Ibrahim Boubacar Kéïta, Chefe de Estado maliano a todos os participantes que vieram saudá-lo e agradece-lo pela sua liderança e suas acções a favor da protecção da cultura maliana e africana.

A Directora Geral do IAO fez a sua intervenção no painel intitulado «As línguas nacionais na era numérica”. Durante a sua exposição, ela abordou certos aspectos da sua experiencia pessoal no do mínio da investigação científica sobre as tecnologias de informação (TIC) e insistiu no facto de que as línguas africanas deveriam preencher mais espaços na internet através de conteúdos inovadores.

De comum acordo com o Dr. Toletino, impedido por razões de força maior, a Prof. Djénéba Traoré apresentou os objectivos da Fundação Amilcar Cabral e fez um apanhado sobre a vida, obra e herança do Herói Nacional da Independência da República de Cabo Verde e da Guiné Bissau cuja classe política e juventude vêm inspirando várias gerações para além das fronteiras nacionais.

 

CAH Panel Fondations

A Directora Geral do IAO apresentou o tema “Línguas, Culturas e Educação” centrado no balanço e as perspectivas para esses três elementos maiores do desenvolvimento socioeconómico em África baseando-se no caso do Mali. Homenageou a UNESCO pela publicação de uma série de volumes sobre a História Geral da África, ela realçou o conhecimento da história do continente africano pelos historiadores de renome como:

  1. Cheikh Anta Diop (historiador, Senegal). La renaissance africaine. La civilisation africaine et l’Égypte antique
  1. Ahmadou Hampaté Bá (historiador, Mali)
  2. Théophile Obenga (historiador, República do Congo) : l’afrocentricité
  3. Joseph Ki-Zerbo (historiador, Burkina Faso)
  4. Elikia M’Bokolo (República, República democrática do Congo)
  5. Boubou Hama (historiador, Niger)
  6. Hichem Djaït (historiador, Tunisie)
  7. Pathé Diagne (Politólogo e linguista, Senegal)
  8. Christophe Wondji (historiador, Côte d’Ivoire)
  9. Djibril Tamsir Niane (historiador, Guinée-Conakry)
  10. Bethwell Allan Ogot (historiador, Kenya)
  11. J. F. Ade Ajayi (historiador, Nigeria)
  12. Akin Mabogunje (historiador et géographe, Nigeria)
  13. Albert Adu Boahen Kwadwo (historiador, Ghana)
  14. Ali Al’amin Mazrui (historiador, Kenya)

19732349 10211288879230373 636997333723647024 n copyNo final dos trabalhos, marcados por contribuições de boa qualidade e trocas constructivas, os participantes formularam recomendações aos actores estratégicos do processo de valorização e de promoção de Humanidades africanas nomeadamente a União Africana, os Estados Africanos, as Universidades africanas e a UNESCO.

O próximo encontro ficou marcado em Liège, onde se realizará a Conferencia Mundial das Humanidades de 6 a 12 de Agosto de 2017.

Para mais informações sobre as Humanidades, consultar os links seguintes sobre:

- A Conferência Africana das Humanidades (CAH): http://www.humanites2017.ml/

- A Conferência Mundial das Humanidades (CMH): http://www.humanities2017.org/

Copyright © 2012 WAI - West Africa Institute. All Rights Reserved - Designed and developed by: NOSi.